25/4/2020
Visto de estudante para Portugal

Estudar em Portugal tornou-se um sonho para um número cada vez maior de brasileiros. A elevada qualidade das suas universidades e o baixo custo de vida comparativamente ao padrão europeu, são alguns dos principais fatores que atraem os estudantes para o país.

Estudar em Portugal tornou-se um sonho para um número cada vez maior de brasileiros. A elevada qualidade das suas universidades, a facilidade da língua, a proximidade cultural e o baixo custo de vida comparativamente ao padrão europeu, são alguns dos principais fatores que atraem os estudantes brasileiros para o país. Se você pretende se mudar para estudar no país, é preciso antes solicitar o visto de estudante para Portugal. Saiba tudo sobre o visto de estudo no artigo abaixo.

Como funciona o visto de estudante para Portugal

Com o intuito de atrair cidadãos estrangeiros para o país que estejam à procura de novos desafios acadêmicos, a legislação portuguesa prevê um visto especial, denominado “visto de residência para estudo”, mais popularmente conhecido como “visto de estudante” para Portugal.

Esse visto permite ao seu titular e respectivo agregado familiar a entrada em território português a fim de solicitar a subsequente Autorização de Residência.

Quem pode solicitar o visto?

Este visto é voltado especialmente para cidadãos estrangeiros que pretendem se tornar estudantes do ensino superior de Portugal por um período superior a 1 (um) ano. São considerados válidos para este efeito, os ingressos no ensino universitário e no ensino politécnico, em instituições públicas e privadas.

Assim, tenha ainda em atenção que caso você pretenda realizar um curso com duração superior a 3 meses, mas inferior ou igual a 1 (um) ano, você precisará solicitar um Visto de Estada Temporária para estudo, e não um Visto de Residência para estudo.

Apesar de não se o foco do presente artigo, destacamos que é possível solicitar também visto de residência para estudantes do ensino secundário, estagiários, voluntários e pesquisadores.

Procedimentos para solicitar o visto

Em regra, o procedimento até a obtenção da residência legal em Portugal é composto por duas fases: a primeira junto ao Centro de Solicitação de Visto de Portugal no país de residência, e a segunda junto ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras – SEF, em Portugal.

Na primeira fase o interessado precisará juntar toda a documentação necessária ao pedido de visto para Portugal, bem como preencher os formulários, declarações e autorizações indicados para o efeito, a serem apresentados junto Centro de Solicitação de Visto de Portugal. Desde abril de 2019 que a solicitação de vistos já não é feita através dos Consulados.

Documentos necessários para pedido de visto de estudante para Portugal

Para requerer o visto de estudante para Portugal, é preciso apresentar uma série de documentos, dentre os quais:

  • Carta de aceite emitida pela instituição de ensino portuguesa ou matrícula;
  • Declaração assinada pelo próprio estudante informando os seus objetivos (recomendável);
  • Comprovante de meios de subsistência, como Declaração do Imposto de Renda, comprovante de bolsa de estudo ou termo de responsabilidade financeiro assinado por um familiar;
  • Seguro médico internacional de viagem ou PB4;
  • Comprovante de alojamento, como declaração de alojamento na universidade, contrato de aluguel ou carta-convite;
  • Atestado de antecedentes criminais;
  • Autorização para consulta do registo criminal português pelo Serviço de
  • Estrangeiros e Fronteiras;
  • 02 fotos 3×4 recentes e coloridas;
  • Cópia do passaporte válido com prazo não inferior a um ano e três meses;
  • Declaração de ciência que não deve viajar para Portugal sem visto;
  • Cópia do documento de identidade;
  • Cópia do pagamento da matrícula e das propinas (mensalidades), quando aplicável;
  • Formulário do pedido de visto devidamente preenchido.

Após análise dos documentos e entrevista realizada no dia e horário marcado, o interessado será notificado sobre a afirmativa ou negativa do pedido de visto e, caso seja aprovado, no seu passaporte será aposto o visto, que lhe permitirá viajar para Portugal e requerer a autorização de residência.

Importante destacar que o visto de residência é um documento temporário, com validade de 4 meses, e que serve para que o seu titular possa ingressar em Portugal e solicitar a Autorização de Residência.

Precisa contratar seguro viagem privado?

Em regra não.

O PB4 é aceito como documento comprovativo de assistência médica no país para efeitos de Visto de Estudo. No entanto, é importante estar sempre atento a eventuais novas exigências por parte dos Consulados de Portugal.

Ressaltamos que o PB4 não oferece cobertura para o traslado de corpo, em caso de morte no exterior ou, ainda, cobertura com problemas com as malas seja atraso ou extravio.

Além disso, tenha em atenção que o PB-4 não cobre a assistência médica em outros países da Europa. Portanto, se você pretende viajar por outros países do continente, a proteção privada é a melhor solução.

Quanto tempo demora o visto de estudante para Portugal?

O prazo do visto de estudante para Portugal varia de acordo com cada Centro de Solicitação de Vistos (VFS Portugal) responsável pela região que você vive.

Com as alterações estabelecidas pela Portaria no 111/2019, desde Abril de 2019 aos pedidos de concessão de visto e de autorização de residência aos estudantes estrangeiros o prazo para decisão sobre o pedido passa a ser de 30 dias. No entanto, o prazo pode ser maior, caso haja algum problema com a documentação.

Contudo, na prática, o visto tem sido entregue em 60 dias, caso não haja nenhum problema na documentação. No entanto, o tempo pode ser maior caso o pedido tenha sido realizado em épocas de festividades e início do ano letivo.

Quando iniciar o processo de visto para estudar em Portugal?

O ano letivo em Portugal inicia-se em Setembro, mas o ideal é que comece o seu planejamento para candidatura logo no início do ano. Isto porque, para ingressar no ensino superior de Portugal, normalmente existem 3 fases de candidatura:

  • 1a fase: fase em que existe um maior número de vagas (normalmente aberta no período de janeiro à março);
  • 2a fase: fase em que existe um menor número de vagas (normalmente aberta em abril e maio);
  • 3a fase: fase das vagas remanescentes, ou seja, por vezes esta fase pode nem chegar a abrir, caso as vagas tenham sido todas preenchidas nas fases anteriores (quando ocorre, normalmente é aberta em junho e julho).

O que fazer quando chegar em Portugal

Com o visto de estudante para Portugal aprovado, o solicitante deve agendar no prazo de até quatro meses, após a chegada em Portugal, a autorização de residência no SEF.

O agendamento pode ser realizado via telefone (o agendamento online ainda está em fase de implementação para titulares de visto de residência), consulte o site do SEF.

Depois disso, no dia e horário marcado, o solicitante deve ir até o posto de atendimento do SEF munido do visto e de todos os documentos.

Caso o pedido seja aprovado, o solicitante recebe um cartão de residência com validade de 1 ano e renovável, por iguais períodos, se o seu titular continuar a preencher as condições de concessão.

Atenção! Você sabia que aqueles que se beneficiaram de autorização de residência para estudo, após a finalização do curso, podem usufruir de mais 1(um) ano de autorização de residência, para procurar trabalho ou criar uma empresa em território nacional compatível com as suas qualificações?

E a melhor notícia: após 5 anos de residência legal no país o detentor de um cartão de residência poderá solicitar a sua cidadania portuguesa por tempo de residência.

E a minha família?

O titular de autorização de residência para estudo têm direito a que os membros da sua família que com ele vivam ou dependam sejam “reagrupados” em Portugal.
Ou seja, poderão viver juntamente com o titular da autorização de residência em Portugal, enquanto perdurar a permanência daquele no país, sendo aplicável aos seguintes membros da família:

  • O cônjuge ou companheiro (que vive em comprovada união estável, ou união de facto como é denominada em Portugal);
  • Os filhos menores ou incapazes a cargo do casal ou de um dos cônjuges/companheiros;
  • Os menores adotados pelo requerente quando não seja casado, pelo requerente ou pelo cônjuge, por efeito de decisão da autoridade competente do país de origem, desde que a lei desse país reconheça aos adotados direitos e deveres idênticos aos da filiação natural e que a decisão seja reconhecida por Portugal;
  • Os filhos solteiros menores ou incapazes, incluindo os filhos adotados do parceiro de facto, desde que estes lhe estejam legalmente confiados.

O pedido de reagrupamento familiar é realizado em Portugal, junto ao SEF, devendo o requerente comprovar a sua relação com o titular da autorização de residência, bem como, que dispõe de alojamento e de meios de subsistência.

Em caso de aprovação do pedido de “reagrupamento”, o familiar também receberá um cartão de residência, em regra com duração idêntica à do requerente.

Para conseguir a nacionalidade portuguesa, em algumas hipóteses, é preciso comprovar laços de efetiva ligação à comunidade portuguesa: veja como fazer isso.

Autorização de residência com dispensa de visto?

O procedimento padrão, ideal e mais seguro é a solicitação prévia de um visto e a sua posterior “conversão” numa autorização de residência.

No entanto, no final do ano de 2017, a legislação portuguesa foi alterada e veio a permitir que cidadãos estrangeiros que não sejam detentores de visto de residência para estudo possam solicitar diretamente a autorização de residência para estudo em Portugal. Ou seja, dispensando a prévia obtenção do visto como condição necessária à obtenção da autorização de residência.

Para que tal solicitação excepcional seja viável, o cidadão estrangeiro deve apresentar toda a documentação que comprove seu estatuto de estudante e de ter entrado legalmente em Portugal (o que poderá ocorrer na condição de turista, por exemplo), bem como Registro Criminal do país da sua nacionalidade ou do país em que resida há mais de 1 (um) ano e cumprir mais alguns requisitos previstos na lei.

Posso trabalhar com visto de estudante para Portugal?

Sim! A lei portuguesa também foi recentemente alterada neste sentido. Antigamente era possível o estudante de ensino superior trabalhar em Portugal mediante prévia autorização do SEF, o que nem sempre era permitido. A alteração legal veio a facilitar a possibilidade de trabalho por parte do estudante estrangeiro.

Agora o detentor de uma autorização de residência emitida a estudantes do ensino superior podem exercer uma atividade profissional subordinada ou independente, desde que notifiquem previamente o SEF, acompanhado de contrato de trabalho ou de declaração de início de atividade junto da administração fiscal bem como comprovativo de inscrição na Segurança Social juntamente uma declaração da Universidade que também mantém o seu estatuto de estudante.

É possível mudar o visto de estudante para trabalho?

É possível mudar a autorização de residência de estudo para trabalho em Portugal. No entanto, para fazer essa alteração, o solicitante deve ter concluído o curso ao qual pediu a autorização de residência de estudo e preencher todos os requisitos necessários para a concessão da autorização de residência para trabalho em Portugal.

Principais vantagens de estudar em Portugal

Dentre as muitas vantagens e benefícios que Portugal oferece a qualidade do ensino português nas mais diversas áreas de estudo, acompanhada do prestígio secular de muitas das universidades portuguesas.

Adicionalmente, associa-se também o fato de o ensino superior em Portugal ter sido, nos últimos anos, alvo de várias reformulações com vista ao seu alinhamento e uniformização no âmbito do denominado “Processo de Bolonha”, o que torna os estudantes formados em Portugal muito mais competitivos internacionalmente.

Ary Ribeiro

Engenheiro, empreendedor, especialista em Real Estate com 23 anos de experiência no mercado imobiliário
Leia mais
Você também pode se interessar por estes artigos.
Marketing Digital
Branding Imobiliário

Branding Imobiliário

Branding imobiliário é uma estratégia de gestão da marca, envolvendo todas as ações de marketing que tem por objetivo torná-la mais forte e mais presente no mercado, sendo reconhecida pelo público, admirada e desejada por aquilo que oferece.
Marketing Digital
Como Atrair Visitantes para o Website de sua Imobiliária

Como Atrair Visitantes para o Website de sua Imobiliária

O sucesso no mercado imobiliário está relacionado à geração de oportunidades. Quanto mais chances tiver de fechar negócio, melhor é o desempenho. Estar na internet faz parte disso e, entre outras coisas, é essencial saber como atrair visitantes para o website de sua imobiliária.
Marketing Digital
Como Otimizar Vendas Através de um Website Imobiliário

Como Otimizar Vendas Através de um Website Imobiliário

Se você já investe em marketing digital e já percebeu a necessidade de otimizar vendas através de um website imobiliário saiba que atualmente ter um website é apenas metade do jogo da internet. A outra metade que você precisa saber é como atrair público para o seu website.
Marketing Digital
Consultoria de SEO para Empresas Imobiliárias

Consultoria de SEO para Empresas Imobiliárias

Se você já investe em tráfego pago e já percebeu a necessidade de contratar uma consultoria de SEO para sua empresa imobiliária para melhorar suas buscas orgânicas no Google saiba que atualmente ter um website é apenas metade do jogo da internet. A outra metade? Atrair público para seu website.
Marketing Digital
Como Usar o Marketing de Conteúdo no Imobiliário

Como Usar o Marketing de Conteúdo no Imobiliário

Embora muita gente utilize as redes sociais apenas de forma recreativa, elas também podem ser excelentes ferramentas das empresas para o desenvolvimento de estratégias de marketing digital. Veja aqui como usar o marketing de conteúdo para ter melhores resultados no mercado imobiliário.
Marketing Digital
Automação e Marketing Digital para Imobiliárias e Promotores

Automação e Marketing Digital para Imobiliárias e Promotores

Com a mudança constante no comportamento do público consumidor, as imobiliárias e promotores precisam adequar suas estratégias para se conectar aos seus clientes pois os anúncios tradicionais e os plantões de vendas já não têm mais eficácia.
Dicas
Custo de vida em Portugal

Custo de vida em Portugal

Quem pensa em mudar de país deve fazer um bom planejamento financeiro. E, com cada vez mais brasileiros programando sua mudança para o país lusitano, nada melhor do que saber informações sobre o custo de vida em Portugal para elaborar o seu orçamento.
Leis
Lei de arrendamento em Portugal

Lei de arrendamento em Portugal

A lei para alugar ou “arrendar” apartamento ou casa em Portugal mudou em 2019. Com a nova realidade portuguesa, em que o trânsito de estrangeiros é cada vez maior, seja a turismo ou para refazer a vida no país europeu, os aluguéis em Portugal dispararam.
Imóveis
Por que comprar imóveis em Portugal?

Por que comprar imóveis em Portugal?

Com uma valorização de 41% em Lisboa e Porto nos últimos dois anos e um crescimento do volume transacionado de 50%, o imobiliário em Portugal pode ser considerado um sucesso de público e crítica. Se você tem intenção de investir no mercado imobiliário em Portugal, a hora é agora.
Dicas
Como é morar em Cascais?

Como é morar em Cascais?

Morar em Cascais é o sonho de muitas pessoas. A linda vila, que é considerada a “Riviera portuguesa”, fica próxima à capital Lisboa, proporciona bastante qualidade de vida aos seus habitantes e outras vantagens, que você conhecerá neste artigo.
Dicas
Como é morar em Lisboa?

Como é morar em Lisboa?

Lisboa é uma cidade viva, com uma agenda cultural variada, vida noturna muito ativa e agitada, é um berço para artistas e pessoas ligadas ao mundo das artes. É uma cidade grande, bons restaurantes e praia e é a capital portuguesa e a escolha de muitos brasileiros como novo local de moradia.
Imóveis
Como alugar apartamento em Portugal?

Como alugar apartamento em Portugal?

Mais de 100 mil brasileiros estão vivendo em Portugal, considerado o “país da moda” nos últimos anos para quem deseja morar fora do país. Entretanto, o primeiro desafio após a burocracia do visto é alugar apartamento em Portugal.
Dicas
Aposentadoria em Portugal

Aposentadoria em Portugal

Está em busca de mais qualidade de vida fora do Brasil para aproveitar a aposentadoria? Então certamente é importante entender como viver em Portugal depois de se aposentar. O país está no topo da lista de muitos brasileiros porque oferece um clima ameno, tranquilidade e outras vantagens.
Dicas
Visto de estudante para Portugal

Visto de estudante para Portugal

Estudar em Portugal tornou-se um sonho para um número cada vez maior de brasileiros. A elevada qualidade das suas universidades e o baixo custo de vida comparativamente ao padrão europeu, são alguns dos principais fatores que atraem os estudantes para o país.
Dicas
Mudando para Portugal com a família

Mudando para Portugal com a família

Mudar de país nunca é uma decisão fácil. Se você tem uma família constituída então, você já está pensando em mil coisas que envolveriam se mudar. Mudar para Portugal com a família não é fácil, mas não é impossível, e vai te dar um orgulho gigante quando você conquistar esse sonho.
Dicas
Como morar em Cascais e trabalhar em Lisboa

Como morar em Cascais e trabalhar em Lisboa

Morar em uma vila na praia, com paisagens belíssimas e estar a cerca de 30 minutos da capital, onde a oferta de emprego é bem maior. Quem não se interessa? Pois assim é Cascais, em Portugal, coladinha à Lisboa. Mas será que morar em Cascais e trabalhar em Lisboa vale mesmo a pena?
Receba em primeira mão as melhores novidades de Lisboa!