11/8/2020
Custo de vida em Portugal

Quem pensa em mudar de país deve fazer um bom planejamento financeiro. E, com cada vez mais brasileiros programando sua mudança para o país lusitano, nada melhor do que saber informações sobre o custo de vida em Portugal para elaborar o seu orçamento.

Quem pensa em mudar de país deve fazer um bom planejamento financeiro. E, com cada vez mais brasileiros programando sua mudança para o país lusitano, nada melhor do que saber informações sobre o custo de vida em Portugal para elaborar o seu orçamento.

Então, para te ajudar nessa tarefa, apresentaremos neste artigo os principais gastos no país, com base em uma pesquisa feita no site Numbeo em janeiro de 2020 e na nossa experiência, e comentaremos também a partir de quanto um salário é considerado bom para viver bem em Portugal.

O custo de vida em Portugal é alto?

O custo de vida em Portugal vai depender do seu estilo de vida. Por isso, dificilmente saberemos orçar, com precisão, o valor de suas despesas mensais, e sim te informar uma média de gastos das principais despesas, como: moradia, contas da casa, alimentação, transporte, saúde e lazer.

Apesar de ter havido um aumento no custo de vida em Portugal, principalmente a partir de 2018, e da alta nos preços dos imóveis não acompanhar o salário mínimo no país, morar em Portugal não é caro, principalmente se compararmos com diversos países europeus, como França, Itália e Luxemburgo, por exemplo.

E também com o Brasil, que cobra impostos elevadíssimos à população e não oferece serviços públicos de qualidade em reciprocidade, além, também, do baixo salário mínimo.

Baixo custo de vida e baixo poder de compra

De acordo com o Numbeo, tanto o poder de compra da população quanto o custo de vida no país são baixos. Além disso, não é preciso se preocupar com gastos exorbitantes com saúde, educação e segurança, pois o serviço público atente plenamente à população.

Quanto custa morar em Portugal? Depende da cidade

Vale ressaltar que quando se fala em Portugal é necessário compreender sobre qual Portugal estamos falando. Isso porque o país europeu, apesar de pequeno, especialmente em relação ao Brasil, também tem suas diferenças, regionalismos e os hábitos de vida mudam e impactam no custo de vida.

Por exemplo, existe um custo de vida em Lisboa, capital do país, outro no Porto, segunda maior cidade de Portugal, e outro também em diferentes regiões portuguesas.

Em média, um casal precisa ter em torno de 1.800€ para viver no país luso. É claro que a qualidade de vida em Portugal com essa quantia mensal vai depender da região que escolha morar. Para morar em Lisboa e no Porto, é necessário mais que isso para viver bem.

Vamos falar sobre isso adiante. Uma pessoa sozinha, que divida apartamento e contas da casa com outras pessoas, precisa de, no mínimo, 1.000€ para se manter no país.

Custo de vida em Lisboa

Lisboa é a capital e maior cidade do país. Só com essa informação, já podemos ter ideia de que estamos falando de um custo de vida maior. Com mais oportunidades de emprego, em Lisboa estão os escritórios das maiores empresas de Portugal e do mundo e onde estão companhias como Google, Microsoft, IBM, etc.

Porém, o custo de vida em Lisboa não acompanhou o aumento dos salários e muitos trabalhadores não estão aguentando pagar os aluguéis e estão migrando para as cidades do entorno na tentativa de aliviar a pressão. Além disso, há, ainda, a pressão imobiliária por conta da alta demanda turística na capital do país e muitos proprietários de imóveis estão optando por transformar os apartamentos em Airbnb, por exemplo, ou alugar por temporada.

Custo de vida no Porto

No Porto, apesar de estar acontecendo em menor proporção, a ideia do que ocorre em Lisboa se repete. Há uma bolha imobiliária e os preços dos aluguéis estão pela hora da morte, justamente por conta da alta demanda e da baixa oferta.

Ainda assim, lado a lado, o custo de vida na cidade do Porto é menor em relação a Lisboa. Porém, as ofertas de emprego não são tão grandes quanto na capital.

Aluguel em Portugal

O aluguel é em qualquer lugar do mundo a despesa mais cara, mas também tem muitos fatores que influenciam no preço e podemos usar isso a nosso favor. Morar no centro de uma cidade, por exemplo, pode custar até duas vezes mais do que morar a 10km do centro.

Como em Portugal as cidades não são muito grandes, vale a pena pesquisar um pouco para encontrar um local de fácil acesso que tem mais opções de casas e apartamentos, com melhor preço.

Moradia com ou sem móveis

Este é outro fator bem importante que influencia no preço do aluguel. Existem imóveis completos (com móveis, eletrodomésticos, etc) e outros completamente vazios. Se você acabou de chegar, é vantajoso pegar um imóvel completo, mas se você perceber que vai ficar um bom tempo por aqui, é melhor procurar um imóvel vazio e comprar as suas coisas.

Isso porque o imóvel vazio vai custar menos, obviamente, e com a economia você pode comprar as suas próprias coisas. Em um ano você já tem tudo pago e passa a ser muito mais vantajoso e econômico. Nos últimos dois anos o custo de vida em Portugal aumentou de forma considerável, especialmente quando o assunto são os aluguéis.

Veja os valores médios de aluguel praticados no país

Os valores abaixo são valores médios, considerando capital e interior do país:

É importante ressaltarmos que há uma diferença entre os valores cobrados nos aluguéis em Lisboa, no Porto, em Braga e nas demais regiões do país.

Lisboa

Os valores para alugar um apartamento de dois quartos (T2) em Lisboa rondam os 1.200€. No entanto, os valores podem ultrapassar os 5 mil euros dependendo do bairro, do tamanho, se é mobiliado ou não, se é de luxo, se está reformado, entre outros fatores.

Porto

Já para alugar um apartamento de dois quartos no Porto, os inquilinos devem pagar em torno dos 900€. Os valores podem variar para mais (até mais que 3 mil euros) ou para menos (é possível, ainda, encontrar opções por 600€, dependendo dos fatores expostos e da sorte, mas é bem difícil).

Comprar imóvel em Portugal

Se ao invés de morar de aluguel em Portugal, você tem a intenção de comprar ou financiar um imóvel no país, é preciso estar atento à toda a legislação vigente, agendar visitas ao imóvel, tratar do contrato, dos impostos, do registro e escritura, etc.

Preço de Mercado

Em relação às compras do supermercado em Portugal os valores são bastante parecidos quando não são iguais. As grandes redes de supermercado de Portugal (Continente, Pingo Doce, Lidl, Mini Preço e etc.) praticam preços bastante parecidos e a diferença está nas promoções e nos folhetos semanais. Para um casal, as despesas com mercado ficam, em média, por volta de 350€ por mês.

Para economizar no mercado em Portugal, o ideal é pesquisar bastante, fazer compras semanais e comprar sempre o que está na promoção, aproveitando, é claro, as marcas brancas, que são as marcas do próprio mercado.

Comer fora em Portugal

Para comer fora em um restaurante econômico, uma pessoa gasta em torno de 8€. O McMenu no McDonalds (ou refeição equivalente) custa 6€ no país. O valor médio para um casal comer em um restaurante que sirva três pratos é 30€.

Mas em Portugal há muitos restaurantes; não faltam opções para comer no Porto e em Lisboa. Uma refeição em um restaurante de luxo no país para um casal pode custar cerca de 150€ ou mais, dependendo se for turístico e de suas especialidades.

Custo de vida em Portugal: contas da casa

As contas da casa não variam muito de região para região de Portugal. O que influencia no custo de vida em Portugal é quantas pessoas moram na casa e o seu perfil de consumo.

As contas básicas da casa são: luz e gás, água, televisão e telefone, praticamente as mesmas do Brasil.

Luz e gás

Gastamos com conta de luz uma média 100€/mês no inverno e 60€/mês no verão (2 adultos e uma criança), porque o chuveiro é elétrico. Se você alugar uma casa com chuveiro à gás, vai economizar na energia, mas terá a despesa com gás e o preço acaba por ser muito parecido em ambos os casos.

Sinceramente, é a conta de casa que acho mais cara e é complicado tentar reduzir, mesmo com esforço para economizar.

Água

Na conta de água o valor costuma variar entre 30€ e 50€ por mês.

TV, telefone e internet

Em casa contratamos um combo (televisão a cabo, telefone, internet de qualidade e dois chips de celular com internet e ligações/sms ilimitados) por 60€/mês da operadora NOS. Existem outros planos mais baratos, de até 25€ na Vodafone, caso você precise economizar.

Transporte público

Aqui os transportes públicos são excelentes! E o valor depende da distância que você percorrerá no seu dia a dia. De qualquer maneira, posso dizer que o bilhete único começa em 1,20€ (o valor aumenta de acordo com a distância que você vai percorrer) no Porto e 1,50€ em Lisboa e você pode usar por uma hora entre metrô, ônibus, bondinho e etc.

Escolhemos a dedo a localização da nossa casa, queríamos que fosse perto de tudo. Conseguimos ir a pé até ao shopping, andar até o trabalho, etc. Para quem usa muito o transporte público, ter um bilhete mensal é mais em conta. Custa entre 30€ e 40€ por mês (dependerá da distância entre sua casa e o trabalho, por exemplo).

Preço Lazer

Em relação a lazer os preços também são bem parecidos em todo o país, porém nas cidades menores obviamente que não há uma oferta tão grande de shows internacionais, festivais, eventos e etc.

O preço do bilhete de cinema em Lisboa é de 7€ (sete euros) e no Porto é de 6,95€ (seis euros e noventa e cinco cêntimos), ou seja, não há assim uma diferença significativa. Mas há descontos para estudantes e para clientes de algumas operadoras de telefonia.

Em relação à academia de ginástica há uma diferença significativa entre Lisboa e a cidade do Porto. Pegamos o exemplo da rede de academias Holmes Place e os valores praticados na capital do país são, em média, 30% maiores do que os do Porto.

Enquanto que em Lisboa o valor mensal pode chegar aos 99€ (noventa e nove euros), na maior cidade do Norte é de 71,90€ (setenta e um euros e noventa cêntimos). Mas também é possível encontrar academias low cost em Portugal e mais acessíveis, onde o preço por semana fica em média 6€ (perto de 30€ por mês).

Gasto com saúde

Saúde Pública

A saúde pública em Portugal não é gratuita. Estranho? Talvez seja por isso que funciona bem. Os gastos com saúde em Portugal são baixos.

O Sistema Nacional de Saúde cobra taxas moderadoras dos seus utentes e o valor das consultas com um médico de família é 4,50€. Já um atendimento de emergência em hospital público fica 18€ (+ taxas dos exames feitos, que são valores baixos).

Seguro de saúde / plano de saúde

A maioria das pessoas usa somente o sistema público e existe uma grande satisfação, as pessoas vão para os hospitais particulares mais por “conforto e atenção” do que por qualidade.

Até porque, se for algo muito grave, provavelmente os hospitais particulares vão te levar para o hospital público, que tem mais estrutura para atendimentos graves. Caso você queira usar os hospitais particulares, as consultas custam entre 60€ e 80€ se não tiver um seguro de saúde.

Não existe “plano de saúde” como no Brasil, onde você paga um valor por mês e está 100% coberto. Aqui os seguros dão “descontos”, cobrem uma parte dos gastos nos hospitais. Então uma consulta no particular custa cerca de 15€ com assistência de um seguro e acaba por ser útil em casos mais graves, como internações, cirurgias, etc.

Um seguro de saúde particular custa em média 30€/pessoa/mês (recomendo a Generalli, por exemplo).

Saiba tudo sobre saúde privada em Portugal aqui e entenda a importância de ter um seguro de viagem Europa para chegar em Portugal.

Resumo do custo de vida em Portugal em 2020

Confira os valores médios gastos em um mês para um casal em Portugal.

Não calculamos aqui outros gastos adicionais, como restaurantes, roupas e calçados e universidade, por exemplo. Além disso, como falamos, os valores podem ser mais elevados nas cidades como Lisboa e Porto, por conta, principalmente, do valor do aluguel. Sua despesa pode ser ainda maior se você tiver carro, por conta do imposto do selo do carro, seguro contra terceiros obrigatório, inspeção anual, combustível e pedágios.

Quanto é um bom salário para o custo de vida em Portugal?

Como falamos no início do texto, o custo de vida visto por si só não diz muita coisa, o que importa é quanto custa para viver versus a capacidade de fazer dinheiro no país.

Se você achou tudo muito barato até agora (comparando com o Brasil), saiba que em Portugal provavelmente você terá um salário menor do que no Brasil (mas com maior poder de compra).

Salário em Portugal

Atualmente o salário mínimo em Portugal é 635€ (dado de 2020). Isso significa que com todas essas contas não é possível viver com um salário mínimo no país (em países como Irlanda e Luxemburgo é possível).

Então, para um casal viver bem em Portugal, idealmente cada um deveria receber, pelo menos, 900€ por mês. Esse valor pode, tranquilamente, ser atingido por um casal, dependendo da formação e área de atuação.

No entanto, o valor não é ideal para morar em Lisboa, por exemplo. Por causa dos preços dos alugueis, o ideal é ter uma renda mensal de, pelo menos 2.200€ (1.100€ cada um) para viver bem na região. O problema maior está no fato de que as pessoas raramente conseguem salários muito altos no país.

O salário líquido mensal médio (após os impostos) em Portugal é 834,08€ e, com esse orçamento, fica bem apertado morar em Portugal. Dificilmente encontramos pessoas que ganhem mais de 1.500€ líquidos no país (com exceção para quem consegue trabalhar com TI em Portugal e os médicos em Portugal).

Resumindo, um casal pode, sim, conseguir um valor para viver tranquilamente, com muita qualidade de vida, mas raramente consegue guardar muito dinheiro.

Conclusão do custo de vida em Portugal

A nossa conclusão sobre o custo de vida em Portugal é a seguinte: Portugal é um país para ter segurança, qualidade de vida, e não ficar rico (como o “sonho americano” que os brasileiros idealizam).

Se o agregado familiar conseguir ganhar 1.800€ ou mais, conseguem garantir uma excelente vida. Idealmente um casal precisa ganhar 3 salários mínimos de Portugal para viver bem.

Ary Ribeiro

Engenheiro, empreendedor, especialista em Real Estate com 23 anos de experiência no mercado imobiliário
Leia mais
Você também pode se interessar por estes artigos
Marketing Digital
Branding Imobiliário

Marketing Digital

Branding imobiliário é uma estratégia de gestão da marca, envolvendo todas as ações de marketing que tem por objetivo torná-la mais forte e mais presente no mercado, sendo reconhecida pelo público, admirada e desejada por aquilo que oferece.
Marketing Digital
Como Atrair Visitantes para o Website de sua Imobiliária

Marketing Digital

O sucesso no mercado imobiliário está relacionado à geração de oportunidades. Quanto mais chances tiver de fechar negócio, melhor é o desempenho. Estar na internet faz parte disso e, entre outras coisas, é essencial saber como atrair visitantes para o website de sua imobiliária.
Marketing Digital
Como Otimizar Vendas Através de um Website Imobiliário

Marketing Digital

Se você já investe em marketing digital e já percebeu a necessidade de otimizar vendas através de um website imobiliário saiba que atualmente ter um website é apenas metade do jogo da internet. A outra metade que você precisa saber é como atrair público para o seu website.
Marketing Digital
Consultoria de SEO para Empresas Imobiliárias

Marketing Digital

Se você já investe em tráfego pago e já percebeu a necessidade de contratar uma consultoria de SEO para sua empresa imobiliária para melhorar suas buscas orgânicas no Google saiba que atualmente ter um website é apenas metade do jogo da internet. A outra metade? Atrair público para seu website.
Mantenha-se atualizado com nossas novidades!
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.